how to make a website for free

Associação Baiana de Startups é lançada em Salvador com presença da Secti e AJE

Mobirise

Em uma noite na qual a protagonista foi a “inovação”, dezenas de empreendedores marcaram presença no lançamento da Associação Baiana de Startups, a Abastartups, na quinta-feira, 20 de abril. Profissionais e estudantes de áreas diversas como, administração, tecnologia da informação, engenharia química, marketing, entre outros, se uniram com um mesmo objetivo de encontrar apoio e unir forças para concretizar e aperfeiçoar suas ideias e criações. 

Um dos fundadores da Associação, Eduardo Fiuza Lobo, fez a abertura do lançamento com um resumo das principais propostas da organização. “A Abastartups tem o objetivo de ajudar a desenvolver e escalar cada vez mais esse seguimento na Bahia, com uma representação oficial e atuante perante todos os setores da sociedade, para garantir o melhor ambiente possível de negócios e empreendedorismo”, explicou.

Na sequência, a doutora em Administração e Consultora Sênior em Gestão de Inovação, Ana Pires, abordou temas como inovação, formas de financiamento, exemplos de sucesso, trocas de experiência, entre outros. No fim da palestra, para fechar com chave de ouro, os participantes realizaram uma atividade em grupo.

Durante a palestra Ana Pires destacou que a Associação surge com o papel de democratizar os interesses dos desenvolvedores de Startups. O que para Rodrigo Sales Souza, vice-presidente da Associação de Jovens Empreendedores, que esteve no evento, é um dos maiores problemas. “Existe uma lacuna em termo de conexão entre entidades que fornecem apoio e as que estão com iniciativas para desenvolver. A exemplo de editais e oportunidades que surgem e ninguém sabe”, explicou Rodrigo. 

Quando o assunto é apoio, Hans Ungar Neto, coordenador de relações institucionais da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia, contou na noite de lançamento, que a ideia da secretaria é dar ênfase e apoiar a inovação. “A gente entende que a inovação é primordial, o secretário sempre diz que inovar é fazer, por isso estamos trabalhando com o objetivo de ampliar os polos de tecnologia e inovação. A ideia é criar 27 polos na Bahia, sendo o Polo Tecnológico a nave mãe”, revelou Hans.

Segundo Eduardo Fiuza Lobo, a noite de lançamento foi um aperitivo do que há por vim. Uma das propostas da Abastartups é a realização de eventos periódicos, com a ideia de agregar e trocar mais conhecimentos do setor. “Vamos unir forças e ajudar as Startups baianas a escalar e representar o nosso Estado para o Brasil e para o mundo”.

© 2017 ABASTARTUPS |  contato@abastartups.com.br